segunda-feira, 22 de março de 2010

O Processo Administrativo - Os 4 elementos do Processo Administrativo: Planejamento, Organização, Direção e Controle

A estratégia é levada a cabo por meio da ação empresarial, que, para ser eficaz, precisa ser planejada, organizada, dirigida e controlada.  
Planejamento, organização, direção e controle constituem o Processo Administrativo.
 
Essas funções não constituem entidades separadas, estanques, mas, ao contrário, são elementos independentes e integrantes.


O processo administrativo é um meio de integrar diferentes atividades para a execução da estratégia.

Definidos os objetivos e formulada a estratégia, analisando o ambiente, a tarefa a desempenhar e a tecnologia a utilizar, bem como as pessoas envolvidas, deve ser administrada a ação empresarial que levará a cabo a estratégia escolhida.

Para administrar a ação empresarial entra em jogo o processo administrativo para planejar, organizar, dirigir e controlar as atividades da empresa em todos os seus níveis de atuação.


Cada nível é incumbido de um determinado papel na ação empresarial. Os níveis institucional, intermediário e operacional assumem, cada qual, um diferente papel em relação à estratégia e ao processo administrativo.

As empresas constituem sistemas complexos, destinados a atingir objetivos. Para tanto, ocorre a divisão do trabalho e especialização de atividades dos órgãos e participantes.

Nível Institucional: É o nível estratégico; corresponde ao mais elevado da empresa, composto dos diretores, dos proprietários ou acionistas e dos altos executivos. Em algumas empresas, envolve também o conselho administrativo, como é o caso da maioria das Sociedades Anônimas. Ele é o responsável pela definição dos objetivos e das estratégias da empresa e pelas principais decisões.

Nível Intermediário: Cuida da articulação interna entre dois níveis que respectivamente estão colocados no topo e na base da organização. Cuida também da escolha e captação dos recursos necessários, bem como da distribuição e colocação do que foi produzido pela empresa nos diversos segmentos do mercado. É o nível que lida com os problemas de adequação das decisões tomadas no nível institucional com as operações realizadas no nível operacional.

Nível operacional: Está relacionado com os problemas ligados à execução cotidiana e eficiente das tarefas e operações da empresa. É o nível onde as tarefas são executadas e as operações realizadas; envolve o trabalho básico relacionado diretamente com a produção dos produtos ou serviços da empresa. Nele estão máquinas, equipamentos, linhas de montagem, etc., cujo funcionamento deve atender a determinadas rotinas e procedimentos programados dentro de uma regularidade e continuidade que assegurem a utilização plena dos recursos disponíveis e a máxima eficiência das operações.


Referência: Chiavenato, Idalberto - Administracão: teoria, processo e prática / 3ª Edição - São Paulo(SP): Makron Books, 2000

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário